SARR chega ao dia de descanso na Argentina, com brasileiros em destaque
5 de fevereiro de 2024 | Recentes RALLY
COMPARTILHE
FacebookTwitterLinkedIn

A primeira metade do South American Rally Race (SARR) foi concluída na noite desta segunda-feira (5), na Argentina, com os pilotos e navegadores brasileiros em condição de destaque. Vale lembrar que o SARR abre o Sertões Series 2024 – a segunda etapa será o Sertões BRB, em agosto.

O quarto trajeto do SARR levou os competidores de nove países de Tinogasta a La Rioja, onde, nesta terça-feira, acontece o dia de descanso. O percurso cronometrado do dia desafiou os inscritos nas motos, carros, UTVs e quadriciclos com areia pesada, rios secos, fesh-fesh (a areia fina como talco) e trechos sinuosos.

Entre os carros, Sylvio de Barros / Ramon Sacilotti (Toyota GR Hilux DKR T1+ / R.Mattheis) venceram as quatro etapas e lideram com folga. A dupla tem mais de seis horas de vantagem para Julio Capua e Emerson Cavassin (Toyota GR Hilux DKR T1+ / R.Mattheis). Todos os outros sete competidores são da Argentina.

A classificação geral das motos é liderada pelo argentino Martin Duplessis (Honda CRF 450RX / Honda Racing Brasil). Vice-campeão do Sertões BRB 2023, ele tem como principal adversário Marco Antônio Pereira (KTM 450 EXC / Txai Rally Team). Os dois, aliás, terminaram nessa ordem a etapa do dia. Franklin Antônio Marques (KTM 450 EXC / Txai Rally Team) é o sétimo no acumulado, além de terceiro na categoria M2. Está logo à frente de Vítor Loureiro (Yamaha WR 450F / IMS Yamaha). Moara Sacilotti (Yamaha WR 450F / Txai Rally Team) aparece na décima posição (é sexta na M2).

Nos UTVs, a etapa favoreceu as duplas em posições intermediárias no acumulado, que iniciaram a especial depois dos primeiros colocados e contaram com rastros e referências para se orientar. Algo extremamente importante em um percurso marcado por vários trechos com caminhos paralelos, em que a navegação foi ainda mais exigida.

Os chilenos Juan Carlos Araya / Nicolas Bollero (Can-Am Maverick X3) se aproveitaram bem dessa condição para serem os mais rápidos, seguidos pelos brasileiros Gabriel Cestari / Jhonatan Ardigo (Polaris RZR Pro R / Cotton); Jorge Wagenfuhr / Humberto Ribeiro (Polaris RZR Pro R / Lifesil); Pedro Mac Dowell / Daniel Spolidorio (Polaris RZR Pro R / QI Racing – Cotton) e Allan Cestari / Weidner Moreira (Polaris RZR Pro R / Cotton).

Liderança na geral dos argentinos Nazareno López / Lisandro Sisterna (Can-Am Maverick X3 / Monster Energy Varela Racing), à frente dos compatriotas Jeremias Ferioli / Gonzalo Rinaldi (Can-Am Maverick X3 / Ferioli Racing). Em terceiro, Carlos Ambrosio / Cadu Sachs (Polaris RZR Pro R / Avenue – Cotton) são os brasileiros melhor colocados, além de liderar a categoria T3.2.